Vida saudável?

Heeeeey gente, tudo bem?

Algumas vezes eu já vim aqui falar com vocês sobre vida mais saúdavel, tentar manter uma linha certinha de alimentação. Eu confesso pra vocês que realmente curto esse estilo de vida, e principalmente os resultados que ele traz.

Eu tentei várias maneiras de ter uma vida mais saudável: ia na academia, e depois perdia a culpa e comia muita bobagem, já fui em nutri, e como não quis tomar nenhum suplemento acabei desistindo também e percebi que a vontade principal tinha que vir de mim, de alguma maneira.

Foi então que resolvi adotar um outro estilo de vida: como de tudo, mas moderado. Eu confesso que nunca fui a pessoa mais amante de exercícios físicos, mas tenho achado alguns que me chamam bastante a atenção. E assim, de forma leve, tenho conseguido chegar mais onde quero.

Eu achei legal vir falar sobre isso com vocês porque as vezes parece fácil, mas não é. Mas, do nosso jeitinho, podemos nos amar cada vez mais e tornar isso cada vez mais fácil.

Espero que tenham gostado!

Beijinhos!

(PS: A foto dessa saladona da capa eu tirei quando estava viajando, e olha, que salada ein hahah)

Entrevista: Pequenos Monstros

Heeeeeeeeey gente, tudo bem?

No post de hoje, trouxe uma entrevista muito fofa que eu fiz com os donos do canal “Pequenos Monstros”, sério, é de pirar com os vídeos e com os lugares maravilhosos que eles conhecem!

Por isso, resolvi entrar em contato e a entrevista acabou rolando, o que vocês conferem agora:

1) Qual é a sensação de conhecer tantos lugares incríveis?
Na real, quanto mais a gente descobre do mundo, mais a gente percebe que tem mundo para descobrir. Aprendemos muito o tempo todo e isso é uma das coisas mais legais. Claro que adoramos isso de estar cada hora em um lugar, mas também sempre dá a sensação de que estamos perdendo coisas em outros lugares.

2) Qual lugar vocês ainda não conheceram mas está na wishlist de vocês?
O resto do mundo todo que a gente não conhece! Hahaha Se tiver que escolher um, acho que a Itália toda e o Japão. 🙂

3) Como estão as expectativas para a Tailândia?
Olha, estamos com um friozinho na barriga. Vai ser o país mais diferente que já visitamos. Não sabemos como vai ser viver lá com os cachorros, se tudo vai dar certo, o que vai acontecer, mas estamos bem ansiosos pra enfrentar essa aventura.

4) Qual foi a coisa mais maluca que vocês comeram e em qual país foi?
Quando a gente morava em Barcelona eu comia caracoles – caracol mesmo – em um bar perto de casa. Não é tão diferente assim, pq é bem parecido com esgargot, mas acho que vale, né?

5) Pra quem vai viajar pela primeira vez, que país vocês indicam? E desse país, qual cidade não poderia ficar de fora?
Olha, pra primeira vez eu sempre recomendo ou uma viagem pelos Estados Unidos, por ser muito fácil viajar por lá, ou uma viagem de mochilão pela Europa, por ter muita coisa para descobrir. Nos Estados Unidos, Nova York continua sendo minha cidade favorita, mas vale muito passar por São Francisco E Pittsburgh. Quanto mais viajar, melhor! 🙂

6) De onde surgiu a ideia de registrar todos os momentos para criar o Pequenos Monstros?
O Pequenos Monstros surgiu muito de uma vontade nossa de compartilhar as coisas que vemos pelo mundo, tanto quando ficamos em casa ou quando viajamos. Como gostamos muito de aprender (e fazer) coisas novas, queremos compartilhar essas nossas descobertas com o mundo e ajudar outras pessoas a crescerem junto da gente.

7)Qual língua na opinião de vocês é a mais difícil de aprender?
Olha, no momento é o tailandês. Alemão e húngaro parecem facinhos perto dele!

8)Descrevam suas viagens em uma frase!
Viajamos com nossos dois cachorros, buscando o que há mais de legal pelo mundo e vivendo cada cidade como nativos. 🙂

14141584_896776747133227_1045999457555749157_n

(Foto/Reprodução: Pequenos Monstros)

Espero que tenham curtido a entrevista!

Beijinhos

Sobre se superar…

Heeeeeey gente, tudo bem?

No post de hoje, vim falar sobre um assunto que quase ninguém sabe sobre mim, que é sobre a minha dificuldade na combinação batom e aparelho.

Eu uso aparelho a 3 anos, e, desde então, só passava batom colorido nas maiores necessidades sabe? Roxo? Azul? Preto? Nem pensar.

Mas, depois de um tempo, comecei a me perguntar porque eu sentia aquilo, por que aquilo não fazia com que eu me sentisse melhor e tal.

Hoje, enquanto escrevo esse post, vejo a bobagem que eu fiz na época, de me privar de usar algo só porque eu não era acostumada e tinha medo das mudanças que podiam rolar. E digo que o canal me ajudou muito nisso e, me fez entender que eu só tinha a ganhar usando batons mais descolados e tal.

Ano passado, foi o ano em que eu me arriscava mais num vermelho, e até num roxo mais claro. Esse ano, a coisa que eu mais to curtindo testar são cores novas. Quando conto isso pras pessoas, elas parecem não entender, assim como eu mesma não entendo hoje a insegurança que eu tinha no passado.

Por isso, sempre que vejo alguém dizendo que tem medo de ousar, eu já faço questão de dizer pra pessoa não ter medo e se jogar no que ela tem vontade. Pode ser um batom que você jamais imaginou, uma pintura de cabelo megadiferente…

Enfim, espero que tenham curtido!

Beijoooos ❤

Quando tudo muda…

Heeeeeey gente, tudo bem?

Mais uma vez, a sumida resolveu aparecer hahaha… Mas realmente, to me adaptando a volta às aulas, comecei um projeto novo (que contei um pouco no vídeo que vai ao ar amanhã), malhando, fazendo inglês, estudando pro vestibular… Mas nunca, de maneira nenhuma parei de pensar sobre o blog.

Masssssss, sem muito papo fora do assunto, hoje vim falar justamente sobre essa pressão, que antes de ser quase adulto a gente nunca sentiu, e, de repente, parece que tudo simplesmente muda, que temos novas responsabilidades, que temos que ser donos do nosso próprio nariz.

É complicado? Sem sombra de dúvida! Mas parece uma sensação de estar completo. Eu pelo menos, sempre sonhei em ter aqueles dias com muuuitas coisas para fazer. Pode ser nóia minha? Claro que sim! Mas quando essa fase na minha vida finalmente deu as caras, pude ver o quão legal é.

Eu continuo lutando pelo que quero. E vocês também devem continuar fazendo isso. É sobre nunca parar de sonhar sabe? É aquilo que vocês já estão cansadas de ler sobre. Eu acredito que tudo o que desejamos nos faz pessoas melhores. Já pararam pra pensar se não sonhássemos? Ia ser estranho né?

Mas enfim, agora voltei com tudoooo!

Queria falar também que, devido a essa rotina, pra começo toda semana teremos um vídeo no canal. Quando der, obviamente que posto mais, combinado?

Beijooooos!

 

Ser adolescente é…

Heeeeeeey gente, tudo bom?

Nesse post vim falar sobre adolescência. Claro que muuuita gente já passou por essa fase, mas tem muita gente que, assim como eu, está passando.

Não sei como será o futuro, mas acredito que essa seja a fase 8 ou 80 da nossa vida. Parece que tudo o que acontece naquele momento vai ficar ali, para sempre. Mas não é bem assim.

Já vi alguns vídeos sobre o assunto, e viver isso enquanto analisar “por outros olhos” nos mostra que nem tudo o que achamos agora, está certo ou vai dar certo.

Se me perguntassem a 5 anos atrás o que eu queria ser da minha vida, eu diria que queria ser perita do CSI! Olha só. E eu já era adolescente. Meu sonho hoje? Ser maquiadora e blogueira. Tudo muda muito rápido.

Do mesmo jeito que a Bru de 11 anos levava esse tipo de coisa a sério, também tinha inseguranças por exemplo. Inseguranças que olho hoje e penso: como fui boba! Hoje em dia, apesar de tímida no primeiro momento, em poucos instantes já me jogo, e não perco as oportunidades que a vida dá.

Não perco mais tempo com julgamentos. Só faço o que amo. E faço PORQUE amo. Por isso, a adolescência pode parecer a fase mais confusa da sua vida, mas não é. Você tem o direito de mudar de ideia, é nessa fase que você vai determinar o que será do seu futuro.

Espero que tenham gostado ❤

Beijooos…

Vestibular

Heeeeey gente, tudo bem?

Eu amo esses posts em que eu simplesmente sento na frente do Computador e falo sobre algum assunto que vem a minha mente.

Por isso, hoje vim aqui falar sobre vestibular. Eu estou vivendo essa fase, e confesso: não é fácil. Quem me acompanha sabe que vou pro 3º ano  já tenho curso, faculdade, cidade, tudo decidido. Só falta mesmo passar na prova.

Mas é aí que tudo começa a ficar sob neblina: mas e se eu não conseguir me dedicar o suficiente? O que vai ser daqui 10 anos se nada der certo? Sabe, insegurança.

Eu sei que, antes de mais nada, nada disso deve nos atingir. É complexo, complicado, usem as palavras que preferirem. Mas mesmo assim, é maravilhoso!

É a primeira escolha oficial do que você vai fazer na sua vida, e talvez seja até a mais importante. É nessa decisão que todos dizem que não há tempo para erros, mas talvez até haja.

Tem gente que se redescobre na profissão já quase na hora de se aposentar. É sobre isso que falo. Não precisamos decidir de uma vez e depois parar para sempre sabe? É muito mais que isso. A vida, num geral, jamais vai deixar de nos dar lições valiosas, do que fazer.

Mesmo pessoas que acreditem ter vivido de tudo. Não se para de aprender. É como o sistema operacional de um celular, que nunca para de ser atualizado sabe?

Por isso, não há por que ter medo, insegurança, apesar de ser inevitável. Somos humanos, somos sujeitos a erros o tempo todo.

E se, algum dia, você se redescobrir e quiser tentar de novo, tudo bem. O que importa, é ter vontade!

Falei bastante né? HAHAHA

Mas, espero de coração que tenham curtido!

Beijooos ❤

Porque ser feliz é o que importa…

Seja como for, seja como é. Não tenha vergonha de dizer ao mundo o que realmente te faz feliz. Sonhos? TOTALMENTE NECESSÁRIOS.

Amor? Outro ponto muuuuito importante nessa grande história, a maior e mais bela de todas: a sua história.

Porque se você parar pra se importar com cada mínima coisa que te falarem, que te julgarem, você não vive. Agrade a si mesmo. Faça o que tem vontade.

Dance com o vento. Sorria. Faça outros sorrirem. Corra até perder o fôlego. Sonhe. Tente. Caia. Levante. Dance conforme a música comandar.

Porque afinal, todo mundo tem o direito de ser feliz. Tem o direito da mais bela sensação de todas: a de sorrir.

Saindo desse post incentivador, eu confesso, amo fazer as pessoas sorrirem, e sorrir é muuuito importante pra mim também ❤